Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog do Caze
 


PMDB acostumou com

sombra e água fresca

A recente afirmativa da presidente Dilma Rousseff, de que será candidata à reeleição, mesmo que viesse a perder o apoio da base aliada, sugere uma indagação: que rumo tomaria o PMDB, se, no meio da Copa do Mundo, as pesquisas viessem a sorrir para Aécio Neves ou Eduardo Campos?

Um partido que vem abdicando de candidatura própria à presidência, desde o tempo de Ulysses Guimarães, não ficaria exposto ao sol após tantos anos de sombra e água fresca. Difícil para o PMDB, a essas alturas, seria sair em apoio a um candidato da oposição sem deixar a impressão de que esse apoio seria decisivo para uma vitória.

O que mais chama atenção no PMDB é não ter havido, até o momento, disputa interna pelo cargo de vice-presidente. Até parece que há vantagens maiores do que ser o substituto da presidente Dilma. Será que essa desambição é causada pelo fato de que até agora os presidentes brasileiros não morrem no cargo?



Escrito por Raimundo Caze às 21h14
[] [envie esta mensagem
] []





Deputado do PT analisa pesquisas

puxando brasa para Dilma Rousseff

O deputado estadual Fábio Novo (PT) poderia ser escolhido articulador da campanha de Dilma Rousseff no Nordeste, pela sua facilidade de expressão, agilidade de raciocínio e poder de convencimento. Isso ficou comprovado na sessão de hoje (terça-feira) da Assembleia,quando ele se valeu de pesquisas da Agência Nacional de Aviação Civil e da Agência Nacional de Transportes Terrestres, que mostram que no Brasil há mais passageiros de avião do que de ônibus, para atribuir o fato aos acertos do governo Dilma Rousseff.

Fábio Novo divagou sobre os números das duas pesquisas com bastante desenvoltura. Segundo ele, a migração dos passageiros para os aviões decorre da ascensão de 30 milhões de brasileiros à classe média e a melhoria no poder de compra da população pobre de um modo geral. Em seguida ele anunciou que a presidente Dilma estará lançando um programa de incentivo à aviação regional, o que beneficiará o Estado do Piauí, sobretudo quando estiver funcionando o aeroporto de São Raimundo Nonato.

Apesar do esforço para mostrar que a preferência da população pelas passagens aéreas foi a melhoria da renda, Fábio Novo não informou quais foram as medidas governamentais favoráveis à aviação civil. Ele não teve também como esconder que as duas pesquisas caíram como uma surpresa, sinal de que o governo não previu isso. Não foi anunciada nenhuma ação específica para facilitar a compra de passagens aéreas.

O arremate do discurso foi ainda mais demolidor da tese inicial, quando o deputado disse que as passagens de ônibus hoje são mais caras que as aéreas. Pode ser que, numa próxima análise, ele consiga explicar as razões disso. Eu diria que as isenções fiscais para a compra de automóveis contribuíram para retirar os passageiros dos ônibus. Seria mais vantajoso para o governo se o mesmo tipo de migração ocorresse com os pacientes que enfrentam filas no SUS. Buscando a medicina privada, através dos planos de saúde, esses pacientes mostrariam as reais melhorias em sua renda.



Escrito por Raimundo Caze às 22h27
[] [envie esta mensagem
] []





Porto de Luís Correia

O jornalista Pedro Alcântara destacou em sua coluna no 180graus mais um gesto de coragem e otimismo do empresário Valdeci Cavalcante, conforme se lê abaixo:

“Reeleito nesta sexta-feira, para seu quinto mandato frente a Federação do Comercio do Piauí, o empresário e advogado Waldeci Cavalcante fixou uma meta: a conclusão do Porto de Luiz Correia. A instituição contratou um escritório de engenharia naval para elaboração de um projeto de conclusão da obra.

O projeto está pronto e contempla não só o porto, mas, também, uma marina. Nesta segunda-feira, a direção da Fecomercio terá audiência com o governador Zé Filho para entregar o projeto. Entusiasmado, Cavalcante disse que, se o governador Zé filho aprovar o porto deve ser inaugurado dia 31 de dezembro deste ano a um custo inferior do que já foi anunciado”.

Valdeci teve esse mesmo entusiasmo quando gerenciou a Potycabana, em regime de comodato, entre o governo e a Fecomercio. Projeto de navegação turística sobre o rio Poti foi elaborado, mas o resultado foi frustrante. Tomaram a potycabana de Valdeci, até que ela fosse à ruína total, o que custou muito esforço do governo Wilson Martins para sua reconstrução.

Valdeci é preciso em suas previsões. Tem até data para inauguração do porto. Mas ele não pode deixar de analisar o que disse o deputado federal Jesus Rodrigues (PT), sem poupar, sequer, o governo do seu partido. A obra do porto não parou por falta de dinheiro da União, e sim por desvios de conduta do governo do Estado. 



Escrito por Raimundo Caze às 11h47
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]