Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Blog do Caze
 


Propaganda enganosa

No mundo comercial, quando se vende um produto ruim o normal é devolver o dinheiro ao cliente. Na política brasileira, desde a vigência da reeleição, políticos ruins têm sido reapresentados, com roupa nova e propaganda enganosa.

No caso da presidente Dilma, o Partido dos Trabalhadores a considera incapaz de se reapresentar sozinha, exigindo que o ex-presidente Lula fique colado nela, 24 horas por dia, segundo planejou o marqueteiro João Santana,como se sozinha ela fosse incapaz de dar um só passo.

Usam-se de forma abusiva, as palavras transferência de votos, como se Lula pudesse fazer isso com segurança. O povo, hoje contando com os mais diferentes meios de comunicação, não seria capaz, por si só, de julgar os quatro anos do governo Dilma?

O ex-presidente Lula não terá como evitar seu julgamento, também, nessa nova empreitada. O fato de não estar junto com os companheiros na penitenciária da Papuda não significa que ele seja inocente. Em todas as etapas do processo ficou evidenciado que ele foi beneficiário do “Mensalão”. Portanto, será inevitável seu julgamento na campanha eleitoral que se aproxima.

Em artigo de jornal publicado no exterior, a presidente Dilma procura minimizar as manifestações de protesto dos últimos meses, como se, sem elas, não fosse possível uma democracia. Diz a presidente, segundo o portal brasil247:

“É o momento da grande festa internacional do esporte. É também o momento de celebrarmos, graças ao futebol, os valores da competição leal e da convivência pacífica entre os povos", diz a presidente Dilma Rousseff, em artigo publicado neste domingo na imprensa internacional; no texto, a presidente caracteriza as manifestações como reflexo de uma democracia pujante; "Somos também um país que, embora tenha passado há poucas décadas por uma ditadura, tem hoje uma democracia vibrante. Desfrutamos da mais absoluta liberdade e convivemos harmonicamente com manifestações populares e reivindicações, as quais nos ajudam a aperfeiçoar cada vez mais nossas instituições democráticas".

Se tocar fogo em bens públicos e privados, interditar rodovias, pontes e viadutos for convivência pacífica, não teremos mais necessidade da palavra conflito. Se isso for democracia pujante, o que dizer das democracias onde a liberdade convive com a ordem? Mas a presidente tinha que falar na ditadura, como se ela e o seu partido tivessem feito algo pela retomada da democracia. Na ditadura houve ao menos um palpite certeiro. Garrastazu Médici acertou até o placar, assistindo aos jogos sem pegar vaias.

 



Escrito por Raimundo Caze às 10h32
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]